domingo, julho 22, 2012

DUETO: DELASNIEVE DASPET X MARISA CAJADO X MARILZA CASTRO = "Para onde vai o sol quando anoitece?"


entardecer às margens do Sena, em Paris...
.
DUETOS:
Delasnieve Daspet - Para onde vai o sol quando anoitece ?
Marisa Cajado - Sol e Amor
Marilza Castro - O Sol e a Água
.
.
Para onde vai o sol quando anoitece?
  Delasnieve Daspet
.
Para onde vai o sol quando a noite cai?
Para onde vai o sorriso,
O brilho do olhar,
Onde ficam os sonhos,
Quando o coração não bate mais?!
.
Nada tem explicação
Perante tamanha dor,
Ninguém, - nada -  ocupa o lugar vazio!
.
Vou deixar que o vento
Varra as palavras.
Que o amanhecer chegue  ao meu olhar.
Vou pedir  que a chuva miúda
De braços dados com a brisa úmida,
Traga o sol entre-nuvens,
Alegrando os sonhos que restam,
Na tristeza que não arrefece!
.
Mas almas  não envelhecem.
Nos veremos novamente.
Mas - me digam,
Para onde vai o sol quando anoitece?
.
Onde te escondes ó sol,
Quando chega a noite,
Senhora de meus medos,
De meus lamentos?
.
Para onde vais ó sol,
Quando a noite chega,
Na brilho rápido da estrela cadente,
De um poema triste?
.
Noite negra de tristuras,
Negra noite de marés,
Negra, nua noite,
Onde vai o sol quando tu chegas?
.
Já não há vida.
Onde vai a energia,
Quando o norte me conduz à noite,
Ao fim da linha,
Onde vais ó sol,
Quando a noite chega?!
DD_Delasnieve Daspet - 20.10.2001 - 18,00 hs - Campo Grande-MS
Poesias-->Para onde vai o sol quando anoitece? -- 20/10/2001 - 20:25 (Delasnieve Daspet)http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=23025&cat=Poesias&vinda=S


SOL E AMOR
Marisa Cajado
.
Minha amiga o sol segue seu turno
retornando no diurno
para nos brindar com a luz.
Sim, o coração atual para
e uma nova vida  nos ampara
e ao universo conduz.
.
O sorriso então nos brinda
com esperança ainda
de vida em continuação.
O brilho do  olhar se intenfica
e o sonho se duplica
nas hostes da evolução.
.
Tudo tem explicação no universo
porém não lhe entendemos o verso
contido em cada amanhecer.
A dor que ainda palmilhamos
é a amiga que cruzamos
e que nos fará crescer.
.
Duas almas pelo amor ligadas
tem  energias permutadas
no infinito a se espraiar.
Mesmo se sintam podadas
no afeto, estarão integradas
pela excelsa força do amar.

No sol do amor aquecidas
perfilarão pela vida
na busca de crescimento.
Onde a essência em sua forma
substituirá  palavra que deforma
a razão do entendimento.
21/02/02
.
.
 
"O Sol e a Água"
Marilza Castro
.
Num fim de tarde de verão dourado,
Daqueles de nuvens num céu alaranjado,
Havia uma bola de fogo que fugia
Dos olhares lentamente se escondia,
Entre o céu e o mar a mergulhar,
Assim se punha o sol a namorar.
O céu tingindo de ouro a refletir
No espelho da água a razão de sumir,
Devagarinho, lá ia ele derretendo
Embora forte e majestoso enternecendo
A água fria do mar ia esquentando
Com propostas de amor se insinuando,
E ela fingindo docemente aceitava
Feminina, sutilmente se entregava.
O astro quente a mergulhar ia chegando,
Dois corpos no crepúsculo se encontrando.
Casavam e procriavam ao fim do dia
Uma criança encantada que nascia,
Chamaram-na Noite e no silêncio em que dormia,
Teceram cobertor de estrelas em harmonia
E a embalar  o sono, das ondas doce canto
Cantavam uma canção de ninar, um acalanto
Depois, cansados no leito felizes se abraçaram
E com lanterna de lua o céu iluminaram...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por nos visitar, por nos ler e por deixar um comentario.
Volte sempre!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget