segunda-feira, abril 29, 2013

FIP - FESTIVAL INTERNACIONAL DA PALAVRA EM MATO GROSSO DO SUL - REALIZAÇÃO DA POETA DELASNIEVE DASPET E PARCEIROS



A PALAVRA EM MATO GROSSO DO SUL

Realização: DELASNIEVE DASPET
FIP - FESTIVAL INTERNACIONAL DA PALAVRA
09.05.13 – ( QUINTA-FEIRA ) 10 horas 
INSTALAÇÃO DA ÁRVORE DA POESIA – pela poeta  Delasnieve Daspet – que ficará a disposição dos poetas  para exporem suas poesias. O evento acontecerá no PRAÇA DOS IMIGRANTES ( PRAÇA DO ARTESÃO ), com a participação do GRUPO DE TEATRO DO Vereador EDUARDO ROMERO - com a peça PAZ E POESIA -  na rua Rui Barbosa esquina com a Barão de Melgaço. A ÁRVORE FICARÁ A DISPOSIÇÃO DOS POETAS E LEITORES  ATE O DIA 21.05.13, pela entidade PROYECTO CULTURAL SUR EM MATO GROSSO DO SUL.
.
09.05.13 –  ( QUINTA-FEIRA )19,30-21,30  horas
 A PAZ NA FAMILIA – O trabalho enfocará a paz no seio familiar na ótica dos alunos da Escola Municipal Adail de Oliveira, à rua  Dona Carlota, 94, Vila Piratininga– envolvendo os alunos nos três turnos. A coordenação será da Profª Maria Rosa e contará com a  participação do Grupo Camalote de Folclore, sob a coordenação da Profª Marlei Sigrist.
.

.
11.05.13 – ( SABADO ) 09,00 às 12,00 horas
O TEATRO E A PAZ - Apresentação do Grupo de Teatro Imaginário MARACANGALHA -  APRESENTANDO A POESIA DE LOBIVAR MATOS - coordenação do Teatrólogo FERNANDO CRUZ – com participação do grupo e de poetas, com musica, dança e poesia no PRAÇA DOS IMIGRANTES ( PRAÇA DO ARTESÃO ), na rua Rui Barbosa esquina com a Barão de Melgaço
  .
11.05.13 – ( SABADO ) 14,00 às 17,00 horas
A PALAVRA NA PRAÇA – envolvendo todos os  escoteiros e lobinhos do Grupo Escoteiros Mário Dilson - literados pelos poetas DI FREITAS E LEIZE o evento acontecerá PRAÇA DOS IMIGRANTES, na rua Rui Barbosa esquina com a Barão de Melgaço e Sete de Setembro, em Campo Grande. Levem o lanche para o PIC-NIC e o TERERÉ – faremos um “sarau a céu aberto”. Pela entidade GRUPO DE ESCOTEIROS MÁRIO DILSON.
.
11.05.13 – ( SABADO )  19,30-21,30  horas
PLANTANDO A ÁRVORE DA PAZ -- envolvendo todos os alunos do Instituto Batista de Ensino Erilásio Nogueira, à rua Florianópolis, 765, Jardim Imá;  a coordenação é da poeta Maria Helena Sarti do Consulado da Associação Internacional Poetas Del Mundo do Bairro Taquarussu- Campo Grande;
.
13.05.13 – ( segunda ) das 9,00 às 11 horas
A MAÇONARIA E A PAZ – acontecerá no  anfiteatro da CEPEF - Centro de Educação Profissional Ezequiel Ferreira Lima, na rua Antonio da  Silva Vendas, 115, Jardim Bela Vista, palestras a cargo da Academia Maçônica de Letras de Mato Grosso do Sul, sob a coordenação do Presidente Nelson Vieira de Souza.
.
14.05.13 – ( terça ) das 14,30 as16,30 hs
CONTANDO HISTÓRIAS DE PAZ E DE SUPERAÇÃO  - trabalharemos com as crianças da AACC/MS - Associação dos Amigos das Crianças com Câncer de Mato Grosso do Sul - a coordenação será da escritora Ariadne Cantú - e o evento ocorrerá nas dependências da AACC/MS.
.
14.05.13 – ( terça ) das 19,30 as 21,30 hs
No  TEATRO ARACY BALABANIAN projeto “A PALAVRA DANÇADA” – coordenação do Coreógrafo ROBSON SIMÕES – Diretor de Eventos da Associação Internacional Poetas Del Mundo –( Com Grupo Embrujos de Espanã; Marcelo Fernandes e Malu Mestrinho, Robson Simões) pela Associação Internacional Poetas Del Mundo.
.
15.05.13 –  ( quarta ) pela manhã
A PAZ NAS RUAS – Poetando com Manoel de Barros – com o Grupo de Teatro CIA DAS ARTES – Varal de Poesias – sob a coordenação da Teatróloga Ramona Rodrigues e acontecerá na dos Imigrantes na rua Rui Barbosa esquina com a Barão de Melgaço e Sete de Setembro, em Campo Grande pela Cia das Artes.
.
16.05.13 – ( quinta ) 19,30-21,30  horas
 EDUCANDO PARA A PAZ NA ESCOLA  - envolvendo todos os alunos da escola pública estadual de Ensino Médio Marçal de Souza Tupa-Y – À rua Luiz de Vasconcelos, nº 200, Jardim Los Angeles sob a coordenação da Professora de literatura Mara da Silva dos Santos.
.
17.05.13 –  ( sexta ) 19,30-21,30 hs
A PAZ NA FÉ – envolvendo a  Academia Evangelica de Letras e Artes e seus membros e acontecerá no  Templo e Auditório Central da Igreja Presbiteriana do Bairro Amambaí - (IPBA) – à Rua Amando de Oliveira nº 319 - Bairro Amambaí. Coordenação de Venâncio Josiel dos Santos pela Academia Evangelica de  Letras e Artes de MS;
.
18.05.13 –   ( sábado ) -  das  9 as 18 hs
A PALAVRA NAS COMUNIDADES  - com a participação das Associação Sul-mato-grossense da Cultura Cigana, do Coletivo de Mulheres Negras, das Matrizes das Religiões Africanas e Cultura Indígena sob a coordenação da Cigana Vanesca  Duarte ( Luna ) e Ana José Lopes e acontecerá na  Praça dos Imigrantes com a  participação do grupo CPF Mar de Xaraés.
.
18.05.13 –( sábado ) noite – 19,30 as 21,30 hs
DANÇA E POESIA PELA PAZ – envolvendo a arte da dança e teatro – Grupo de Dança Isa Yasmin ( árabe e cigana ) – coordenação da Profª Isa Yasmin no Cultural do Chamamé – à rua Alfazema, 33, Chácara Cacheirapelo Grupo de Dança Isa Yasmin;
.
19.05.13 –  DOMINGO ( 20 horas ) –
A MÚSICA É PAZ! -Na séde do Centro Cultural do Chamamé – à rua Alfazema, 33, Chácara Cacheira, sob a coordenação do Presidente Orlando Rodrigues – pelo Centro Cultural do Chamamé;
.
20.05.13 – ( segunda ) 15 as 17 horas
A CONSTRUÇÃO DA PALAVRA – CEM ANOS DE VINICIUS DE MORAIS -  com os alunos do  Centro de Educação Profissional Ezequiel Ferreira Lima, sob a coordenação da Profª Teresinha Ferreira Lima e acontecerá no  anfiteatro da CEPEF - Centro de Educação Profissional Ezequiel Ferreira Lima, na rua Antonio da  Silva Vendas, 115, Jardim Bela Vista
.
21.05.13 – ( terça ) 19,30-21,30 hs
PAZ E POESIA / POESIA E PAZ  - sarau poético - com a participação de poetas,escritores, artistas plasticos, musicos, atores, atrizes   de Campo Grande MS - no Teatro Araci Balabanian - -coordenação dos poetas  Ismael Machado e Tiago Butarelli, com exposição de artes plásticas a cargo de JONIR FIGUEIREDO, pela entidade ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL POETAS DEL MUNDO
.
Este é um evento promovido pelo Proyeto Cultural Sur – a  partir de Montreal, no Canadá,  que se encontra na sétima edição em todas as partes do mundo.

É um projeto que caminha pelo mundo,  para todos, por isso me animou e anima,  e,  eu procurei  com meu entusiasmo, convencer outros artistas e escritores, porque é uma realização coletiva, para todos os que tenham algo a dizer, porque nada  é findo, tudo ainda está por fazer, então, como  representante  do Proyecto Culturar Sur,  em Mato Grosso do Sul, estamos reverberando e chamando a todos  para plantarmos poesia e colhermos a paz.

Este ano o tema me foi particularmente caro – duas vertentes com as quais sempre trabalho: PAZ E POESIA – calculei que poderíamos realizar um evento em Campo Grande com as entidades parceiras e fomos  buscá-l\as, e, a programação ficou rica, muito rica, muito além do que imaginávamos, sem apoio  governamental,  mas com total apoio dos artistas, de ONGs voltadas a arte e a cultura, dos fazedores de cultura e da comunidade. Todos estão carentes de eventos que possam participar e mostrar à população a riqueza de nossas artes e de nossa cultura.

Eu acredito nas coisas realizadas em conjunto. Acredito na luta pela paz no mundo, não "minha paz" mas paz para todos. O mundo precisa de paz porque “as ruínas são habitadas apenas pelos corvos” já dissera o poeta David Justice.

.
Delasnieve Daspet - é Poeta, Advogada e Ativista das Causas quase Perdidas ( Paz, Meio Ambiente, Social, Dirietos Humanos ) , ; Representante  em Mato Grosso do Sul do Proyecto Cultural SUR – Canadá; Preside a Associação Internacional Poetas del Mundo; Universal Peace Ambassador - Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix - Suécia/França ; Presidente para o Brasil da Indian Intellectual Peace Academy; Delegada Cultural para o Brasil do Liceo Poético de Benirdon, Alicante, Espanha;  Governadora do Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais; Membro da World Academy Arts and Culture Foundation - WAAC/WCF - Seul-Korea; Membro da Executiva do FESC/MS; Conselheira Estadual de Cultura/MS; .Membro da Comissão Regional da CNBB de Justiça e Paz/MS. Governadora para MS do Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais. -  daspet@uol.com.br - 9911-1959 -   8135-334   - 9200-0573


sábado, abril 27, 2013

CONCURSO DE POESIA DO GRUPO ESCOTEIRO MÁRIO DILSON

CONCURSO DE POESIA DO GRUPO ESCOTEIRO MÁRIO DILSON
 
Eu e o Nelson participamos hoje a tarde de um evento do Grupo Escoteiro Mário Dilson.
Foi a premiação do Concurso de Poesias promovido pelos Chefes e poetas DI FREITAS e LEIZE.
Civismo, respeito, atenção, juventude participativa e belas poesias.Participei como uma das juradas,e,
e no final - quem ganhou fui eu - recebi a Comenda Mário Dilson e o distintivo do Grupo.
Obrigada amigos - estejamos SEMPRE ALERTAS!
 
Delasnieve Daspet

sábado, abril 20, 2013

Por Nancy Cobo


 

Publicações

 
D oação é o verbo que mais conjuga
E m sua vida Profissional, Poetica e humana .
L uta por um mundo melhor e
A ma com o coração
S orri com o olhar, brinca com as palavras.
N ada consegue lhe tirar de seu objetivo
I mpar em sua maneira de ser .
E uma grande mulher que só tem a
V erdade nos seus atos, suas atitudes, na vida,
E com poucas palavras diz tudo na dose certa
 
D elasnieve Daspet
A miga para qualquer hora. A
S ua simpatia está estampada em seu olhar, a
P az mundial, é o seu sonho
E seu objetivo será alcançado, porque voce
T em o amor dentro de seu coração.
 
 
Deslanieve Daspet, uma pequena Mulher em tamanho, mas Imensa em bondade, honestidade e lealdade,
Juntos estaremos , no nosso Movimento dos Poetas Del Mundo pela Paz.

quarta-feira, abril 17, 2013

Delasnieve Daspet in INTROSPECÇÃO

Em Paris - Porte de Lions - entrada para o Louvre. Leões guardam a entrada do museu
são de bronze e estão em cada lado. E como estava frio!!!

.
Introspecção
           Delasnieve Daspet
.
Conhecer-me...
Sem representações,
Sem aviamentos,
Frente a frente,
Olhar-me nos olhos,
Alma com alma,
Ver a verdade...
Seria um encontro
Ou um abandono de mim?!
.
Descobrir-me...
Sei que  não sou igual a ninguém...
Terei condições de me ver?
DD_Campo Grande-MS 09.06.10

domingo, abril 14, 2013

2013 - autoria - Delasnieve Daspet

Em Lima-Perú - Congresso de Mulheres Índigenas das Américas
.
2013
Delasnieve Daspet
.
Não pensei um poema para 2013.
Tudo já foi dito.
Não me sobrou nada, nada...
Apenas referências do que
Imagino possível.
.
Tirei a última folhinha do calendário  passado,
E o primeiro dia surgiu
Sem símbolos, sem condicionamentos,
Cheio de coisas comuns.
.
Céleres, os dias seguem...
E dai?  Cada um de nós
Faz a sua hora e o seu tempo.
.
Meu olhar perscruta pela janela,
A vida que se esvai,  lentamente...
No ano novo que surge, comemoro,
A família, a vida, o sorriso, a vitória.
.
Me preocupa, claro, os descuidos,
Que nós, homens, fazemos,
Com os safados que elegemos,
Que futuro nos espera?!
.
A nós, nos cabe a parcela
De culpa de tantas mazelas,
Igrejas, quais formigas carregadeiras,
Proliferam pelas esquinas,
Tosquiando as ovelhas.
.
2013, 14, 15...3000...
Já não estaremos aqui,
Mas com certeza,
Lembraremos da profundeza do vazio
Que nos imprensa.
DD_Delasnieve Daspet, Campo Grande-MS, 01.02.13
Publicado em:

quarta-feira, abril 10, 2013

Envelhecendo - autoria de Delasnieve Daspet

A foto é arte da Monica Puccinelli
.
Envelhecendo
 Delasnieve Daspet
.
Que botox, que cirurgia, que nada!
Cheguei aos 62 anos completamente com 62 anos... Ninguém me dá um dia a menos ou a mais.
E que bom chegar aos 62 anos com a cabeça e o corpo de 62 anos.
Eu não malho. Não  tenho saco para isso. Não ando, sou preguiçosa... Mas adoro dançar – já quis fazer várias vezes um curso de dança... mas, dançar sozinha, ou com aqueles meninos... não me dá nenhum tesão, então, fico aqui  - eu e os  meus livros, minhas canetas, computador, agenda,  e, meu cérebro. Gosto de exercitá-lo e faço isso  em todos os momentos.  Crio, recrio, fantasio, valseio, falseio, pazeio... Não bebo, não fumo, até comer – não abuso. Não me preocupo, nunca me preocupei com qualquer glamour... Mas adoro pensar que tenho um pote de ouro no final do arco-íris: os meus sonhos, os meus ideais, as minhas conquistas.
Nestes tempos, ridículos, do politicamente correto, me pego com saudades do passado quando podíamos brincar sem acusações de intolerâncias, de racismo, e de tantos outros “ismos” e modismos.
Eu, por exemplo, acho que todas as diferenças podem conviver em perfeita harmonia, e, que o direito de um começa onde termina o do outro.
Qualquer um tem de conquistar o seu espaço respeitando o dos outros, isto é, não se pode obrigar ninguém a aceitar nada... pode-se esclarecer as coisas, a aceitação ou não vai de cada um.
Assim é, e, assim deveria ser,  sempre.
Filhos, tenho dois. Um me paparica todos os dias, o outro, ocasionalmente. Mas não posso mudar os fatos –  cada um é como é.
Os amigos, conto-os e os reconto, e, alguns  podem ser chamados como tais  – mas com tantos conhecidos – como são poucos, os amigos!
Mesmo assim, eu continuo a chamá-los para que não se olvidem de que estamos juntos na caminhada.
Gosto de movimento... Do vento que balança as folhas e faz tilintar os sinos da varanda.
Gosto de gatos – quando eles  ouvem a minha voz  - me rodeiam com seus miados doces e interesseiros... eu, também, sou interesseira, adoro receber seus carinhos e acarinhá-los.
E, o melhor de tudo, é que sou soberana nas minhas atitudes e dos meus atos, ainda mais quando nunca me preocupei com o que podiam dizer ou pensar de mim. Já dei  sonoras bananas  sem me importar a quem... Tenho orgulho de dizer que piorei, sempre  falei palavrões... com a idade, como bom vinho, melhorei e aperfeiçoei...   o vocabulário em guarani, espanhol, francês...
Não sou, totalmente, tola... percebo com clareza quando me usam... as vezes me deixo trampolim por meu interesse. E, quando oportuno, deixo claro, para que não  paire dúvidas, sobre o meu realizar.
Porém, nunca, nunca, nunca, deixo porem o “pé na minha onça” e tirar foto.... Se fui eu quem a abateu, digo em alto e bom som... Não divido meu chapéu.
Que o tempo continue passando... Que eu possa contar ao espelho a história de cada ruga, dos cabelos brancos, das mãos envelhecidas, da gordura que acumulei, do olhar faceiro; Que eu tenha a ventura de contar os dias  vividos em tão boa companhia e parceria, eu tive a sorte de achar  o parceiro perfeito – que sempre respeitou meus espaços.
Que eu me complete neste ir e vir, como ondas do mar, que vai e vem e sempre morre na praia, como lágrimas de espuma que a areia branca se encarrega de guardar.
Que seja assim, no último alento, quando misturada ao vermelho de minha terra, possa voar, voar ,  voar... e, integrar-me ao verde de nossos cerrados, à pureza de nossos rios, ao cantar dos pássaros, e, quem sabe, camuflada  como um urutau, cantar  em noites de lua cheia as saudades que deixei na terra.
DD_Delasnieve Daspet, 10 de abril  de 2013
-
Delasnieve Daspet - é Poeta, Advogada e Ativista das Causas quase Perdidas ( Paz, Meio Ambiente, Social, Dirietos Humanos ) , é  Presidente da Associação Internacional Poetas del Mundo; Universal Peace Ambassador - Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix - Suécia/França ; Presidente para o Brasil da Indian Intellectual Peace Academy; Membro da Executiva do FESC/MS; Conselheira Estadual de Cultura/MS; .
.
PUBLICADO EM:

quarta-feira, abril 03, 2013

Condolências - autoria - Delasnieve Daspet

montagem feit apor mim, de mim
.
Condolências
           Delasnieve Daspet
.
Apresento-lhe as minhas condolências....
Homem, como iria imaginar que este dia chegaria?
Mas chegou!
.
Hoje decretamos o fim do amor...
A angústia que toma conta
É indiscritível.
.
E, meu Deus!
Ainda temos de caminhar juntos!
.
De que adianta maquiar as ocorrencias,
Dizer que a culpa é de outrem,
Do sistema?
Não é verdade!
.
Olhe-se no espelho e verás o algoz,
És tu, Homem,  o único responsável
Pela finitude da vida.
.
És tu, o extermiandor do futuro,
Do ar, das plantas, das águas, da vida,
és tu!
.
E todos nós, os outros, somos Pilatos,
Lavamos as mãos frente a tua indignidade!
.
Ficamos surdos aos que tem gritado,
Cegos, às mazelas apresentadas,
Orgulhosos, fomos dominados pelo ego,
Viramos, todos, robôs!
Delasnieve Daspet - Campo Grande-MS, 14.02 de 2013.
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget