sexta-feira, outubro 26, 2012

Pescador de Homens - poesia de Delasnieve Daspet

Pescador de Homens
                            autoria:   Delasnieve  Daspet
.
Noite escura, de chuva, dos mais diversos perigos;
O vento bate com força, quente, o  pequeno barco sobraça.
.
Eis que ecoa na noite, uma voz,
Que nos diz que a casa não se prende na terra,
Que não se  busque riquezas,
Assumir a Cruz e a  Coroa de Espinhos,
E, que -  é esta a glória e a honra do Homem.
.
Abandonar  tudo e todos,
Buscar quem precisa de  acolhida,
E  de liberdade de tantos males.
.
Olhei o mar...
Vi que não é apenas verde profundo ou azul celeste,
É também  desconhecido e tormentoso,
Como um lugar de todos os medos.
.
Por que não ir em busca de outros mares?
Pescar outros peixes,
Buscar os que estão prisioneiros
Das drogas,  da fome, do medo,
Das paixões desenfreadas?
.
Sair de si, de mim, de ti,
Batalhar pela gratuidade  e pelo resgate
Em favor do faminto, do empobrecido, de quem sofre?
.
A sociedade, se chamada, continuará a ação,
Não faltará quem assuma a tarefa de derrubar os muros,
De  singrar outros mares.
.
Tocar as trombetas, anunciar uma nova esperança,
Pois a dor não deve passar de mãos em mãos...
Cada homem deve poder cuidar de sua...
Delasnieve Daspet – 09.10.12 Campo Grande-MS

sábado, outubro 20, 2012

À Poesia, ao Poeta! CARTA IX - autoria Delasnieve Daspet

COM VOCES UMA CARTA QUE ESCREVI AO POETA E À POESIA
- a minha homenagem -
http://www.oestadoms.com.br/flip/20-10-2012/p22b.pdf
C6 o Estado
Mato Grosso do Sul Sábado, 20 de outubro de 2012
Arte&Lazer

.
À Poesia, ao Poeta!
 Carta IX
   Delasnieve Daspet
.
Toca ao longe o sino... Blem! é um chamado...
Toca o sino da igreja.  Seis horas. É o sinal para que a natureza se troque.
O sol se esconde na mata dando lugar a noite que chega com todos os seus matizes de negro-dourado, resquício de um último raio de sol.
Ao longe, ainda ouço os pássaros... Pardais, pequenos e céleres pardais que correm em busca de um último grão. Bem-te-vis - charmosos envergando sua vistosa roupagem amarela e contando a todos que viu... mas eu tenho certeza de que nada viu, apenas imagina!
O Sabiá... o seu canto de final de dia é maravilhoso...suave, saudoso. E mais longe grita o Urutau - chamando a lua, que por causa das nuvens tarda o seu chegar. O calor ainda é forte... e as cigarras confirmam que este ano será ainda pior...
De minha varanda aguardo a noite... ela vem de mansinho; mergulho em suas brumas; me abraço em suas cortinas e, olhando através das estrelas que brilham tímidas, recordo...
Pego a caneta e o papel e começo a carta. Carta que não finda.
Antes - perfumo o papel com uma gota de anais anais - na esperança que a brisa me leve a ti a todos os ventos e aragens que circulam pela vida...
Em tempos de e-mails- as cartas perderam a razão de ser...mas como eu gosto, escrevo-as!
Quantas coisas tenho a dizer... podia ligar, podia sim! Mas não seria a mesma coisa - pois tem coisas que só se diz numa carta.
Tem tanta coisa que queria contar - as perdas, inúmeras...
Ganhos, também, foram muitos...!
Tenho conhecido pessoas - tantas - algumas verdadeiras poeiras de beira-rio... outras tão profundas que nem Cícero as descreveria em seus memoráveis discursos, outros ainda, - tão complexos seres...
Mas não perdi a mania e as idealizo, por conta disso, tenho me quebrado além do devido.
Quero falar com alguém, perguntar o que acha, mas ao lado - quando olho - não estás!
Por isso o papel e a caneta me fazem tanta falta pois com eles conto o que quero, dobro e mando...
Na carta os meus sentimentos, as minhas emoções fluem desavergonhadas, sem quaisquer censuras...
E ainda que não tenha todo o tempo do mundo sempre espero cartas...
Espero-as como espero, no findar do dia, os versos do anoitecer...
Falando em versos, amanhã é o dia do poesia.
Poeta é um ser ambíguo... sofre, chora, sorri na mesma hora, e, moldando as palavras - nos faz, também, sonhar, sorrir e sofrer.
Poesia e mulher são iguais em se tratando de dia. Todo dia e dia de poesia, e, é dia da mulher.
E se é dia de poesia, é também dia  da mulher e do homem, já que o masculino e o feminino coexistem todo o tempo. Existimos!
Já se faz tarde e não vens....
Não demores a vir - poesia, não demores a vir, os dias são longos e as noites eternas sem a tua presença em mim.
Neste dia, cumprimento a Poesia e o  Poeta, um não é dissociado do outro. O poeta com a sua poesia nos  traz alegria, reflexões, fantasias tímidas, realistas ou abstratas,  sonhos e até mesmo realidade,  de  forma bem peculiar, escrevendo  em forma de versos, rimas e até mesmo canções alegres ou tristes,nos fazem  refletir sobre a vida .

 *Delasnieve Daspet - advogada e ativista das causas da Paz, Sociais, Humanas, Ambientais e Culturais, Conselheira Estadual de Cultura,Embaixadora Universal da Paz, preside a Associação Internacional Poetas Del Mundo, e, é Poeta, essencialmente.


terça-feira, outubro 16, 2012

Fragmentos das cartas que fomos. - Delasnieve Daspet

Fragmentos das cartas que fomos.
            Delasnieve Daspet
.
Senti saudades do romantismo.
Como era bom o tempo que
esperava tuas cartas.
.
Hoje tudo está tão mecânico.
Num flash-bach rememorei,
antes dos e-mails, as tuas cartas.
.
Peguei na caixinha
todas as cartas trocadas,
amarradas com fita de cetim vermelha.
Algumas já desbotadas na cor,
escrito em finos papéis de seda,
carregavam o perfume do amor.
.
Quanto romance naquelas cartas!
Quantas saudades sentíamos,
quanto carinho tínhamos,
tanto amor, hoje, fragmentos.
.
Com surpresa e avidez reli,
lamentando o que perdi
nas cartas que fomos...
DD_Delasnieve Daspet- 13-04-03 - Campo GrandeMS

http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=71244&cat=Poesias&vinda=S
fascinacao_violino-wav

domingo, outubro 14, 2012

Delasnieve Daspet - acróstico de João Furtado - poeta de Cabo Verde - África


.    Pintura de Celito Medeiros - às margens do  Rio Paraguai em Porto Murtinho ( minha terra)
.
Para DELASNIEVE DASPET presidente internacional dos POETAS DEL MUNDO, que tenha toda a felicidade do mundo!
.
D Do melhor da tua vida
E Estás a doar pela Paz
L Liberdade e justiça social
A Aniversariante Delasnieve Daspet
S Sem duvida que mereces palmas
N Neste dia que os amigos devem
I Imaginar lindas canções
E E a volta de ti cantarem os parabéns
V Vivas e mais Vivas te gritarem
E E agourarem-te felicidades e longos anos de vida!

D De Cabo Verde, Ilhas Maravilhosas
A Algures semeadas no Atlântico
S Seguem votos de Paz e muito amor
P Parabéns pelo rico dia de hoje
E E que tenha muita saúde para
T Teres sempre em pé a bandeira da PAZ!

Praia, 12 de Setembro de 2012
João Furtado
http://joaopcfurtado.blogspot.com/





sábado, outubro 13, 2012

Delasnieve Daspet in "Hora de Acordar..."

.
Hora de Acordar...
Delasnieve Daspet
 .
No dia a dia descortinam-se
Barreiras de indiferenças
Do homem para com seus semelhantes,
Do homem para com a natureza,
Do homem para com a Humanidade....
 .
Criados para o amor
Temos nos refugiado na descrença,
Criados  para viver
Temos nos aperfeiçoado no matar ou morrer...
 .
Criados para a luz
Inventamos – no egoísmo – na falta da sensibilidade
A escuridão para a vida!
 .
Noites sombrias de embriaguez,
- em  loucos delírios –
Aumentamos o vazio da existência...
 .
Criados para a alegria
Nos perdemos para a satisfação do momento
No nosso labirinto íntimo...
 .
Não seja  indiferente...
Ouça o chamado... vem... vem, agora!
Saia de dentro de ti,
Da prisão de  tua frieza,
Da escuridão que te cobre...
 .
Vem!
Vem, para fora!
Saia do teu íntimo egoísta,
Reveste a alegria e da liberdade,
Na construção de um mundo de PAZ!
 .
Vem!
Te chamo....  Chamo a ti e a todos,
Está na hora de acordar,
Está na hora de jogar para o escanteio,
A fome, a miséria, a injustiça e a guerra,
E tantas outras violências...
 .
Vem!
Te espero e te busco nesta caminhada!
Abra os olhos e o coração
Para partilharmos o incomensurável dom da vida
Que recebemos!
DD_DelasnieveDaspet - Campo Grande-MS-12-03-08
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=143262&cat=Poesias&vinda=S
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget