sexta-feira, julho 26, 2013

Ao Pastor, herdeiro de um mandato que começou há 2013 anos

Foto de Elias Medeiros
.
Ao pescador que chega...
Francisco, o servo que arrebanha sonhos e esperanças. 
Pastor, herdeiro de um mandato que começou há 2013 anos,  
e, que reaviva nosso amor ao Pai!
                  Delasnieve Daspet
.
Pescador de Homens
                            autoria:Delasnieve Daspet
.
Noite escura, de chuva, dos mais diversos perigos;
O vento bate com força, quente, o  pequeno barco sobraça.
.
Eis que ecoa na noite, uma voz,
Que nos diz que a casa não se prende na terra,
Que não se  busque riquezas,
Assumir a Cruz e a  Coroa de Espinhos,
E, que -  é esta a glória e a honra do Homem.
.
Abandonar  tudo e todos,
Buscar quem precisa de  acolhida,
E  de liberdade de tantos males.
.
Olhei o mar...
Vi que não é apenas verde profundo ou azul celeste,
É também  desconhecido e tormentoso,
Como um lugar de todos os medos.
.
Por que não ir em busca de outros mares?
Pescar outros peixes,
Buscar os que estão prisioneiros
Das drogas,  da fome, do medo,
Das paixões desenfreadas?
.
Sair de si, de mim, de ti,
Batalhar pela gratuidade  e pelo resgate
Em favor do faminto, do empobrecido, de quem sofre?
.
A sociedade, se chamada, continuará a ação,
Não faltará quem assuma a tarefa de derrubar os muros,
De  singrar outros mares.
.
Tocar as trombetas, anunciar uma nova esperança,
Pois a dor não deve passar de mãos em mãos...
Cada homem deve poder cuidar de sua...
Delasnieve Daspet – 09.10.12 Campo Grande-MS

http://www.prefacio.net/index.php?view=detalhesartigo&codigo=6158

quinta-feira, julho 25, 2013

Delasnieve Daspet in ESCREVER É VIVER - para o Dia do Escritor: -

.
Escrever é viver.
     por  Delasnieve Daspet
.

“Os governos suspeitam da literatura porque é uma força que lhes escapa” - Émile Zola
.
O escritor é um indivíduo, essencialmente,  solitário que dedica o seu tempo às letras. Através delas ele se liberta. Liberta a sua mente, seus pensamentos sem quaisquer limites.
Não se pode esperar que ele seja o salvador do mundo porque ele não o é. Entretanto, como é um formador de opinião, o escritor carrega em si essa possibilidade.
É através do escritor que se viaja infinitamente e,  não raro formarmos o nosso  pensar.
Eu lia desde muito pequena. Li e reli a pequena e  perfeita biblioteca de meu pai, e, a minha sede aumentava. Hoje, praticamente vivo para a literatura,  - mas não dela. Procuro dividir essa paixão com as crianças de todas as idades. Elas precisam se apaixonar pela leitura, pela literatura, pela cultura. Somente,  assim,  conhecerão o mundo, os seus direitos, os seus deveres. Saberão cumprir e exigir.
Todas essas situações de vida são desenvolvidos pela leitura, por um bom autor, escritor ou poeta. Eles,   com seus textos, emocionam  com o emprego  conotativo ou metafórico de palavras livres e que traduzem o pensar de cada um.
Eu me comunico com meu leitor através da poesia que,  sem dúvida, é o meio mais antigo de forma literária. Organizo meu pensar em versos, harmônicos e semânticos, levando a todos meus sonhos, criticas e valores. É um falar mais íntimo com quem nos lê.
Cumpro, assim, o meu papel que é o de escrever. Não vim para libertar ninguém, nem redimir quem quer que seja. Não solucionarei nenhum tipo de problema político ou social. Não sou uma missionária, sou uma poeta.
Uma poeta que coloca em versos a indignação, o silêncio, o grito, a opressão, as bandalheiras, o medo, a covardia, as desigualdades, a ignorância, a falta de cultura, de educação, de saúde, de segurança, a busca pela paz, pela solidariedade, do amor, do respeito e da fraternidade.
 De  manhã, com o raiar dia, vivo a vida como tem de ser... Mas na negritude da noite me entrego a dor de parir e construir cada poesia que  sirvo  em bandeja, ao leitor, que a consumirá ou não.
Empunho minha bic, como uma lança,  e, sigo atrás dos meus moinhos, quixotescamente.  Até hoje  escrevo primeiro  em cadernos, agendas, onde risco, rabisco, mudo, alterno, troco, jogo fora como uma bola, vou lá, desamasso, guardo para outra hora, quem sabe, melhorar  a dor do poemar.
Sou uma escritora, sou uma poeta, e, me entrego a esse mister  com dedicação e disciplina.  Sou habitada por personagens, imagens, fantasias, aventuras, sonhos e por palavras já ditas e as que estão para serem escritas.
Na verdade, sou artesã, uma escultora de  palavras , reproduzo  o irreproduzível.
Então,  dia 25 de julho, é o dia do escritor... não preciso ganhar  nada, ganho todos os dias, pois através da poesia, meus pensamentos, meus sonhos, meus cantares tem vida própria, Depende de cada pessoa,  dos sentimentos, de cada um que a sente e a distribui. Independe de técnica. Somente  de palavras.
Me orgulha saber que, como poeta, chego aos leitores como um gesto, uma flor, um lufada de  vento, arrulhar, nuvem, tempestade, por de sol,  olhos úmidos, saudades, carinho e até mesmo ódio. A amizade é poesia. A traição dá um poema torto. O amigo cachorro é um poema quebrado, sem vida, amargo, uma poesia que nasce doente.
A vida, pois,  é poesia.  Escrever é viver!
.
Delasnieve Daspet - 20.07.2013
Presidente do Conselho de Cultura do Estado de Mato Grosso do Sul - Presidente da Associação Internacional Poetas del Mundo. Embaixadora Universal da Paz. -
daspet@uol.com.br
http://www.oestadoms.com.br/flip/index.php


domingo, julho 21, 2013

Dia do escritor: POETISA EM TRES ATOS - Delasnieve Daspet

.
Poetisa em três atos.
Delasnieve Daspet
.
Penso-me.
Sou o mais extravagante de meus pensamentos.
Se não, ao menos, o mais intencional.
.
Sou um produto imaginário;
Energia das ondas,
Vibração das cordas,
Variação da pressão atmosférica.
.
Produzi-me revolução;
Vapor,
Alta frequência, 
Cubo,
Pirâmide...
.
Sonho-me.
Sou o melhor de meus sonhos.
.
Se não, ao menos, o mais real de todos;
Produção final de idéias invisíveis.
Sensação de dissolução; recomposição;
Harmonia; Dissonância; Luz; Prisma;
O pêndulo,
O círculo...
.
Projeto-me.
Sou o mais arrojado dos meus investimentos.
.
Fiz-me matéria e finjo toda esta realidade.
Atravesso espaços como palcos;
Representando tragédias em três atos,
O número mágido da ilusão;
Diapasão,
Violino...
.
Sei-me.
Trago tantos contextos.
,
Tantos pontos de vista;
Tantas referências;
Tantas dúvidas.
.
Sei-me uma variação matemática;
Espelho,
Cristal.
Abstração,
Velo-me.
Revelo,
Desvelo.
Côncavo,
Cônvexo...
DD_ Delasnieve Daspet - 1o. agosto de 2.000
Em Campo Grande - MS.

sexta-feira, julho 12, 2013

Efêmero e Eterno - poesia de Delasnieve Daspet

.
Efêmero e Eterno
   Delasnieve Daspet
.
Sou lembrança terna e efêmera,
Como um floco de neve,
Que não deixa vestígios aparentes
Mas,  marca para sempre.
.
Siga em frente....
Teus dias  serão como o tempo
Que se procura e se perdeu,
Irremediavelmente!...
.
E verás o todo sem a amplidão
Com entusmescido  olhar, enfim,
Entenderás que o tempo e a hora passaram...
.
E por mais  perto que estivestes,
Por mais que olhes,
Nada vistes ou  verás...
DD_Delasnieve Daspet , Campo GrandeMS, 12 de  julho de 2013
,

sábado, julho 06, 2013

Apoiando os jovens de 2013 por Delasnieve Daspet


Apoiando os jovens de 2013.
  Delasnieve Daspet
.
Nós, jovens de 68  apoiamos os jovens  de 2013.
Fui ativista nos anos 68 a 75.
Nós contribuímos para o nosso país com a nossa força juvenil; queríamos  acabar com o golpe e fazer com que retornássemos a legalidade. Éramos considerados subversivos - mas quem subvertia a ordem eram os ditadores.
Naquela época, como hoje, existiam os jovens interessados na política e os que não se preocupavam com isso.
Gostei e gosto muito de política. Do meu país. Participei intensamente. Fui anarquista. Ainda sobra em mim um pouco dessa força, dessa vontade, desse sonho. O sonho de uma sociedade que funcionaria sem o estado. Era contra os líderes (e, acho que ainda sou), pois eles, na sua grande e imensa maioria, nos decepcionam, e, lideram apenas para si e seu bolso - essa é a grande história do Brasil.
Mas me imaginei, um dia, ser líder... Ainda sonho em sair as ruas, e. saí outro dia, em Campo Grande-MS. Fui com meu filho, e, em minhas mãos, - o que mais poderia levar - a não ser a Bandeira da Paz?!
Sonhei ser líder, e, se líder eu fosse, ainda que por um instante, procuraria dizer a esses jovens - Sigam!
Se minha voz valesse eu colocaria na pauta com a imensa maioria dos brasileiros:
Fim das férias especiais e aposentadorias especiais do judiciário, procuradores  e do legislativo; - Investigação das despesas realizadas na copa;Pagamento do piso salarial ao professor em nível nacional;Fim do pagamento do auxilio moradia para juízes, procuradores, políticos, e, a seus familiares;Que seja determinado a celeridade no julgamento de processos que dormitam nos tribunais; Prisão imediata dos condenados no mensalão; Redução do ministério e dos apaniguados do executivo em 50%; Ficha limpa em todos os níveis e aos político; Reforma política sem nenhum tipo de chicana querendo nos empurrar plebiscito ou emendas constitucionais achacantes; Acabar com os privilégios dos política que eles vivam com seus salários. Fim da reeleição em todos os níveis. Entregar o terrorista  Cesare  Battisti para que pague por seus crimes e  não mais se apoiar bandidos internacionais. Mudar a politica do sistema penitenciário - fazendo com que os presos produzam para seu sustento e de sua familia, e, ainda, indenizando a familia das pessoas que  prejudicaram. Mudança na lel quanto a maioridade penal. Impedir que os beneficiários de qualquer tipo de bolsa concedido pelo governo participem de eleições para escolha de  representantes políticos.
Há tanta coisa que precisamos mudar. Isso seria o começo.E, principalmente, investimento na educação, saúde, segurança e criação de empregos que absorvam os  jovens.
A juventude de hoje  descobriu o que já sabíamos - a força do povo. Veja quanta coisa já aconteceu: o fim da PEC 37; as passagens baixaram; já acharam de onde tirar recursos para a educação e a saúde. Para o futuro. O que impede que esses valores não sejam imediatos - nos contratos em andamento com a Petrobras ?
Os políticos estão com medo. O governo esta com medo... Não foi bondade que deu a maioria esmagadora na votação da pec37. A ordem de prisão do deputado Donadon, a aprovação na comissão de Constituição e Justiça do fim do voto secreto para cassações, a corrupção passa a ser crime hediondo e tantas outras respostas imediatas às manifestações populares. Fica para sempre a questão - por que não fizeram antes ?!
Não podemos deixar passar este momento com remédios paliativos.  Queremos a cura, não a adaptação política às circunstâncias.
Quanto a esses jovens que estão contra tudo e contra todos - significa que nós, o povo, cansamos e exigimos que os políticos cumpram as suas promessas de campanha.
Tem muita coisa ainda a ser discutida, inclusive o cobrar dos corruptos tudo o que desviaram em cuecas, meias, malas, nos municípios, nos estados e da união.
Estamos juntos.
Os jovens de 1968   estão juntos e apóiam os jovens de 2013.
Sigam plantando o futuro com paz e harmonia, e, POR FAVOR - NÃO PAREM!
DD_Delasnieve Daspet - 28.06.13
.
.

sexta-feira, julho 05, 2013

GENITRIX - poesia de Delasnieve Daspet Traduit en français par Athanase Vantchev de Thracy



GENITRIX

Je suis la mère
des mots ...
Je descends, calme et claire,
Des sources cristallines.

Je suis le pollen des fleurs,
Nourriture des papillons
Et des doux colibris.


Je suis
la tige de la brûlante rose,
Le suave vent du printemps,
Un pèlerin en quête de routes.

Je fais l'amour avec les mots
Et les féconde sur des feuilles blanches.

        Delasnieve Daspet

Traduit en français par Athanase Vantchev de Thracy

quarta-feira, julho 03, 2013

MATRIZ - poesia de Delasnieve Daspet

 
Matriz
       Delasnieve Daspet
.

Sou uma matriz de palavras...
Desço mansa e clara
De fontes cristalinas.
.
Sou pólen das flores,
Absorvida pelas borboletas,
E doces  colibris.
.
Sou o espinho da rosa cálida,
O vento suave da primavera,
Um caminhante em busca de estradas.
.
Faço amor com as palavras
E as fecundo em folhas brancas.
DD_Delasnieve Daspet, Porto Alegre-RS,  27 de junho   de 2013.
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget