domingo, agosto 07, 2011

Insensatez - Delasnieve Daspet

Insensatez
 Delasnieve Daspet
.
Rojões pipocaram no  calmo
Céu estrelado e cálida aragem ...
O espaço se tornou furta-cores,
Estilhaços de fogos clarearam a noite.
.
Nas árvores o medo dos pássaros,
Que em desespero abandonaram
Seus filhotes e ninhos...
Trabalho do homem!
.
Gritos estridentes cortaram os céus,
Foi – em meu coração – um barulho maior
Que os fogos brilhantes...
.
Chorei de tristeza e pena!
Falamos em ecologia,
Falamos em sustentabilidade,
Em educação ambiental,
E agimos em proporção oposta!
.
Espantamos os pássaros
Numa insanidade que não se entende!
Maritacas, papagaios, ararinhas, bem-ti-vis,
Sabiás, pardais, e outros tantos,
De lindos cantos e coloridas plumagens
Que nos alegraram o dia,
Em desespero fugiram!
.
Quantos pássaros morreram,
Quantos se  perderam na escura noite?
Quantos não se estressaram?
Quantos filhotes não foram abandonados
E morrerão inanimados?
Quantas cores e cantos deixaremos de ver e ouvir?
.
Por que os foguetes?
O foguetório – para quê?
Bonito é a capital mundial da ecologia, dizem,
Precisamos adequar os festivais ao espaço proposto.
.
Na praça da Liberdade,
Liberdade aos homens e aos animais!
DD _ Bonito - MS, 29.07.11 – 0,35 hs
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por nos visitar, por nos ler e por deixar um comentario.
Volte sempre!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget