quarta-feira, junho 17, 2009

Dizer Adeus




Dizer Adeus

Delasnieve Daspet

Adeus.
Fecho o livro,
Baixo a cortina,
Apago a luz.
Encosto a porta,
O sino dobra,
Saio agora.

Dizer adeus torna tudo tão real,
A verdade perfeita na palavra sutil
De cinco letras.

Digo adeus,
Para depois, não sentir a ausência...
Pois, a razão da dor, é o não se despedir.

Talvez te veja um dia...
Ou quem sabe, mais tarde,
Quando o tempo do verbo já for passado...

Consciente ou inconsciente
Somos páginas viradas do fim anunciado...
Adeus!

Campo Grande MS
23-06-04

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por nos visitar, por nos ler e por deixar um comentario.
Volte sempre!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget