quinta-feira, outubro 07, 2010

Mãe da Poesia - César Moura


Mãe da Poesia
.
Mais bela a cada dia
Dela a mãe da poesia.
. .
Vivia eu órfão,
Neste meu alfa fundamental
Às vezes perdido analfabeto
Assistindo de perto e pasmo
O gigantismo da literatura universal,
Quando de repente me senti adotado;
Sim, um filho por adoção!
.
Não sentir-se só neste mundo,
Transforma o homem do pó
A uma estrutura firme em poucos segundos.
.
Muitos como eu, com pouca ambição,
Deveras lembrar nossa humilde condição
Aclamamos-te por adoção, mãe da poesia.
“DELASNIEVE DASPET” hoje é o seu dia,
Parabéns!
.
Cesar Moura

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por nos visitar, por nos ler e por deixar um comentario.
Volte sempre!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget