sábado, agosto 08, 2009




Quando as palavras morrem...

Delasnieve Daspet



Quando as palavras morrem no silêncio
É porque perdemos a capacidade de sentir.
No contexto, o existir é apenas um detalhe.



O silêncio que distancia,
Dá proteção,
Não compromete.



Vemos o fato,
Conta-se a situação...
Fechados no casulo, não queremos
Sentir, nem mudar o modo de pensar.



Diante da dor,
Diante do sofrimento,
O egoísmo manda não se comprometer,
Não consolar, não se doar...



O silêncio da negativa
Cala fundo naqueles que aguardam
Um gesto consolador, um braço aberto.
Fica o vazio.
DD-julho-2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por nos visitar, por nos ler e por deixar um comentario.
Volte sempre!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget