domingo, outubro 06, 2013

Mulher Seca - poesia de Delasnieve Daspet


.

Mulher Seca
 Delasnieve Daspet
.
Tem tão bela aparencia
Sorri com dentes perfeitos,
Louros cabelos oxigenados lhe caem pelos ombros,
Mas é estéril embora aparenta ser uma árvore frutifera.
.
A sua aparencia atrai os desavisados,
Parecia ser, mas não era.
Parecia ter, mas não tinha.
Era seca - não daria frutos.
Enganava, iludia.
Passava algo que não possuia.
.
Era até bonita por fora
Mas nada tinha a oferecer,
Apresentava uma imagem falsa
Mostrava ser o que não era,
Uma aparencia  religiosa, querendo ser a mais justa,
a mais pura, que orava, que se sacrificava...
Mas nada possuia...
.
O vento secou as possiveis frutas...
A hipocrisia destruiu os galhos...
E tudo se perdeu!
DD_Delasnieve Daspet - Campo Grande-MS, 06 de outubro de 2013 - às 21,24 hs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por nos visitar, por nos ler e por deixar um comentario.
Volte sempre!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget