sexta-feira, dezembro 10, 2010

Lamento Cigano - Delasnieve Daspet



Lamento Cigano!
Delasnieve Daspet
.
Aqui estou, resultante
Do barulho intenso da vida.
Vida que percorri por longos caminhos,
Por colinas e vales vi a hipocrisia passar...
.
Encolhi-me. Me fechei. Me guardei
Na busca, na entrega, em paz,
Ao puro pensamento
Cujo nome é oração!
.
Agradeço, olhando o infinito,
Os momentos que desfrutamos...
Não precisamos nos dizer adeus
Pois vivemos na mente um do outro.
.
Mas eu tinha de partir...
Não podia ficar!
Desculpe ter ido embora
Mas, ao teu lado, me partia em pedaços,
Tive de fugir!
.
Fugi para não voltar...
E o lamento que ouves,
É o choro da cigana andarilha.
Nas noites enluaradas, no encontro de almas,
No plano terrestre e no plano astral,
Vejo e sinto  o teu olhar,
Que perfuma a saudade do caminhar!
** DD_23.8.05 - Campo Grande-MS
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por nos visitar, por nos ler e por deixar um comentario.
Volte sempre!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget