domingo, novembro 07, 2010

Porquê Acontecem As Coisas?

 
.
Porquê Acontecem As Coisas?
   Delasnieve Daspet
 
A esta altura da vida
Quando já descobri o mundo,
Quando já perdi e ganhei,
Ainda pergunto: porquê?
 
Porquê acontecem as coisas
Que nem sempre pedimos ou queremos?
 
Ajo em função da realidade,
Da minha verdade, do meu querer,
Tento escolher os fatos,
Que quero ver acontecer.
 
Porque não sigo reto?
Porquê ando pelos desvios,
Pego atalhos,
Olho vitrines,
Finjo ser turista?
Porque esta fuga constante,
Porquê?
 
Busco o que não existe...
Quero a liberdade do vento,
Quero ser livre, graciosa, frágil,
Beija-flor na roseira da tarde,
Porquê?
 
Não se pode inverter os fatos
Quando se ama alguém
Se ama sem  prova...
É um acordo que se faz consigo,
Um acordo cerebral.
Então, porquê tantas questões me assaltam,
Me fazem questionar a existência e o meu  viver...
Porquê?
Campo Grande MS
20.11.02
 
 
Inconformismo
Helena Armond
 
 
para Delasnieve
que pergunta aos céu
a cada raio de sol
a natureza selvagem
ao vizinho indiferente
aos "mortos" a sua frente
por que acontece
o que não se planeja...
e em agendas... 
em  planos    montanhas...
céus e infernos frequentes  
horizontes
planejados...confessos
ou... 
mesmo em  linhas  secretas...
desatam...?
e ela canta ao vento
num quase  plano de fuga
em terrivel surto  de fúria 
e...se esquece
que o mal é ser poeta
=============
helena armond
SP 2004
 
 
 
A Luz e a Verdade
 
Talvez  porque ainda te detenhas,
para questionar. Siga a luz das estrelas,
que não se importam que  a chuva
transforme a terra em lama ou,, 
com a seca  que levanta a  poeira do nada,
 ciente que o pó voa, sem asas,
 sendo-lhe impossível  vencer a velocidade
da luz e da verdade .
 
Schyrlei Pinheiro 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por nos visitar, por nos ler e por deixar um comentario.
Volte sempre!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget