sábado, novembro 10, 2012

" A MUDANÇA VIRÁ PELA EDUCAÇÃO" - Delasnieve Daspet





 " A MUDANÇA VIRÁ PELA EDUCAÇÃO" - Delasnieve Daspet
.
A empresa FIBRIA - do  Grupo Votorantim desenvolve um trabalho ímpar na área da educação, atuando no Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II e Ensino Médio, todos de escolas participantes do Projeto Parceria Votorantim pela Educação. Aqui em MS a ação é coordenada por Andreia Aparecida  de Moraes da área de Sustentabilidade. O projeto  é  uma ferramenta eficaz para valorizar o trabalho e empenho de professores e alunos, bem como de estímulo à busca por melhorias na qualidade de ensino, pois envolve toda uma comunidade.
A convite, ja participamos do Grupo de mobilização em prol da Educação no municipios de ÁGUA CLARA, em 2011:
Delasnieve Daspet em Água Clara, falando de poesia e de paz - em 2011)
.
.
A mobilização envolve  todos os agentes chave do município, dentre eles escolas, associação, conselhos, comissões legislativas, lideranças religiosas, imprensa local e interessados na temática da educação
E somos um dos  grupos do Projeto Parceria Votorantim pela Educação, que tem por objetivo somar esforços para a melhoria da qualidade da educação pública. É dividido por ciclos - sendo que o primeiro o tema: o acompanhamento das famílias na vida escolar dos alunos e o Concurso Tempos de Escola.
.Em  RIBAS DO RIO PARDO - realizou-se um belíssimo trabalho que culminou, ontem, com a premiação das escolas que participaram e dos alunos que tiveram seus  trabalhos destacados:

.
Ao participar, levo comigo o Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix, France/Suisse, uma vez que temos de falar da paz e ensinar a paz, a  partir das crianças:

 .
com música, canto, poesia,
.
 

 Artes:
.

 .
 falas, escrita, brincadeiras, entrega de premios e homenagens a alunos que tiveram seus trabalhos classificados:
.
 



.
Levo meus livros - para que conheçam o trabalho que desenvolvo no campo da poesia e da paz:

 .
Ontem, lá de Ribas do Rio Pardo, falei com o professor  Silvano de Moraes Hâgu-Tahâk,  da escola municipal Ofaié E-Iniecheki, na Aldeia ENODI, último reduto dos valentes OFAIÉS,e pedi a ele que traduzisse para a lingua ofaié um poema que estou escrevendo sobre a saga desse povo indigena. Os Ofaiés tem um trabalho de esporte e a criação de uma cartilha da lingua ofaié, elaborada pelos remanscente do massacre escravo que sofreram, abraçado pela empresa FIBRIA.

professor  Silvano de Moraes Hâgu-Tahâk,  da escola municipal Ofaié E-Iniecheki
.
Foi o que fizemos - e, a cada dia, sorrio feliz ao pensar que devagar vou construindo a minha proposta - o de falar de paz e de poesia a todos, indistintamente, as pessoas de todas as etnias, de todos generos, de todas  classes, de todas raças, de todos credos, de todas as culturas, cultos ou não, incluídos ou não, adultos ou crianças.
Lembrando, sempre,  que - 
 "A  MUDANÇA VIRÁ PELA EDUCAÇÃO!"
Añua-Guassú!

Um comentário:

  1. Realmente.Acredito que o amor começa pela educação.A partir do conhecimento poderemos fazer escolhas.As crianças precisam de um olhar especial, e este gesto, este cuidado trará para o mundo mais tranquilidade e conforto pela compreensão que reinará.Parabéns pelo magnífico trabalho.Um grande abraço.Leomária

    ResponderExcluir

Obrigada por nos visitar, por nos ler e por deixar um comentario.
Volte sempre!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget