sábado, março 10, 2012

Tão Doce é o Adeus - poesia de Delasnieve Daspet

 
Tão Doce é o Adeus.
 Delasnieve Daspet
 .
É difícil voltar.
É mais fácil sair.
Os outros não sabem do nosso "tudo ".
Mas nós não podemos esquecer.
 .
Como não sonhar com a partida
Ou com o retorno
Se é tão doce o adeus
E tão sublime o regresso?!
 .
E no silêncio que segue
- Após o adeus -
Ouço a passagem do tempo
No bater do coração
E nos olhos sem face que fitam
Vejo o retrato da morte.
 .
Não há um rosto para a morte
A não ser meu desatino.
Meu inferno.
Insensatez.
*
Delasnieve Daspet -17-06-2002 - 23,30 hs -Campo Grande MS
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por nos visitar, por nos ler e por deixar um comentario.
Volte sempre!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget