quinta-feira, março 24, 2011

Outonais - Delasnieve Daspet

Outonais
           Delasnieve Daspet
 . 
 
Sou folha envelhecida pelo tempo
Que o vento carrega de um lado a outro
No vendaval que me assola!
 .
Sou verbo. Sou carne.
Sou vinho, tinto, seco,
Com sabor e têmpera
Que os anos melhoram!
 .
 
Deixei que o vento varresse
Também as palavras;
E que o brilho de meu olhar
Nasça   nas frias madrugadas!
 .
Sou um tímido raio de sol
Que se espalha na amplidão
Buscando aquecer e aquecer-me,
Neste sonhar que me cobrem
As pontas dos dedos e que
Não cabem em mim.
 .
Vou-m'embora!
Entrego-me a densa bruma
Que a lua pálida clareia e
Em cujos braços abertos
Afogo o meu penar!
E nos abraços de meus braços,
No beijo de meus lábios,
No sal do suor que me escorre
Toda a saudade que guardo
Em meus sonhos!
DD_Delasnieve Daspet - 1o.- 12- 2001-Campo Grande MS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por nos visitar, por nos ler e por deixar um comentario.
Volte sempre!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget