sexta-feira, fevereiro 19, 2010

Poesia




Dissimulada
        Delasnieve Daspet

Sorris.
Nem ergues o sobrolho.
Tens a voz suave.
Nem arrogante és.


Impressionas a todos com
Tua doçura.
Mas é isto que te torna perigosa,
Pois és falsa.
Uma vilã!

Tens cara e jeito de anjo,
Trejeito de boa pessoa.
Mas és diabólica,
Ages na surdina,
Aprontas na encolha.


Teu ferrão é quem te derrota
Dia a dia aprofundas
O destino que cavas:
Tua sozinhez!
DD_08-01-2002 - Campo Grande MS














Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por nos visitar, por nos ler e por deixar um comentario.
Volte sempre!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget