quarta-feira, março 04, 2009

Chorar



Chorar



Delasnieve Daspet





É tanto sentimento alojado

no meu íntimo

que ao abrir as comportas da opressão

sempre choro.



Choro por estar feliz.

Choro de tristeza.

Choro por sorrir.

Choro - com lágrimas que

lavam a alma.



Na vitória. Na derrota.

Na emoção. Na satisfação.No prazer.

São lágrimas de conquista.

De reconhecimento. De consolo.

Da satisfação de um sonho realizado.

Lágrimas de recompensa

de longas noites de vigília e espera.



Choro por orgulho de saber chorar.

Lágrimas que lavam

uma dor incomensurável

que saem de uma alma ferida.

Choro a saudade

na sinceridade do afeto.



Não quero chorar o desespero

da imprudência ou da incapacidade.

Não quero chorar a intolerância.

Não quero chorar o desamor.

Não quero chorar a falta de

caridade e nem de remorsos.



Estas são lágrimas que não aliviam.

Quando chorar, quero a alegria da paz.

Devagar vou conhecendo

A força e a beleza no silêncio do chorar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por nos visitar, por nos ler e por deixar um comentario.
Volte sempre!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget