sábado, novembro 09, 2013

Adeus - poesia de Delasnieve Daspet

.
.
Para o primo Walmir  Ovando - que hoje seguiu o Caminho da Luz, com abraço
à esposa Nileide, filhos, genros, noras e netos.

  Adeus
           Delasnieve Daspet
.
Nada indicava o porvir...
O céu brilhava azul,
As árvores balançavam suavemente
Na dança das aragens...
 .
Os pássaros cantavam...
Não percebi a tristeza dos trinados;
 .
Nem lembrei que o firmamento fica limpo
Antes da tempestade;
 .
Olvidei que o que é bom dura pouco...
Adeus!
DD_Delasnieve Daspet, 24 de abril de 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por nos visitar, por nos ler e por deixar um comentario.
Volte sempre!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget