quinta-feira, janeiro 19, 2012

O Pão e Poesia em Mato Grosso do Sul



O Pão e Poesia em Mato Grosso do Sul           


Em agosto ultimo   propusemos ao Presidente do Grupo de Supermercados Comper, em  Mato Grosso do Sul  uma idéia que eu acho excelente: O Pão e Poesia.
A idéia que não é minha mas sim,  originária de Diovani Mendonça, poeta  de Contagem-MG e que circula pelo Brasil, sempre com aprovação de todos.
Já foi realizada em  varias cidades do Brasil – e que eu me lembre, inclusive em Blumenau – onde tomei conhecimento do projeto. Foi realizado naquela cidade pela Fundação de Cultura http://www.blumenau.sc.gov.br/gxpsites/hgxpp001.aspx?1,20,28,O,P,0,PAG;CONC;26;1;D;6981;1;PAG;
Acho que comentei a idéia no grupo e o  Dely de Souza ele me disse que o projeto originário fora do Diovani Mendonça.

Na proposta que apresentamos a empresa em questão figura o nome do autor do projeto – como se  vê abaixo:

Sr. Luiz Humberto


Oferecemos ao empresário, e, em seu nome aos sul-mato-grossenses, em especial aos campo-grandenses, uma receita que já circula pelo Brasil,  idéia inicial do poeta mineiro Diovani Mendonça, que consiste numa saudável dieta à base de pão e de poesia.

Procuramos adequar a idéia do poeta Diovani Mendonça de acordo com o que pretendíamos e da idéia inicial ficaram estampados os poemas nos sacos para pão.
No nosso caso – sacolas de plástico.

A partir de agora teremos  realização mensal de um sarau nas dependências do supermercado aberto aos poetas de Mato Grosso do Sul e aos que por aqui estiverem de passagem. Fomos atrás de novas formas de agir e de cumprir o sonho do criador dentro dos parâmetros propostos, bem como, a cada três meses trocarmos os poemas e os poetas.

Financeiramente falando,    ninguém ganha nada com isso, o poeta –  nada ganha, pois abre mão dos seus direitos autorais, quem ganha – na minha ótica é a população que passa a conhecer os seus escritores.

E nada foi usado indevidamente – já que tudo foi nominado.
Hoje foi o lançamento – foi excelente participaram vários poetas – Ariadne Cantu,  Aida Domingos, Nena Sarti, Nelson Vieira,  e imprensa escrita e editoras.
Um público ótimo, de gente que vem e que vai, já que estávamos num supermercado.
Na abertura, tomei da palavra, e falei do projeto originário  de Diovani Mendonça, de quem já falara na proposição da idéia.
Que bom que belas idéias podem ser copiadas e/ou aprimoradas – desde que se diga de onde surgiram. Como, alias, fizemos.
Tenho como parceira nesse empreendedorismo a poeta Ariadne Cantu – a quem agradeço.
Agradeço, também, ao Grupo Comper que aceitou sonhar o sonho de Diovane  e os nossos.
É isso!
Sucesso a todos!

Delasnieve Daspet
Poeta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por nos visitar, por nos ler e por deixar um comentario.
Volte sempre!

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget